detalhes Dicks (Glaucia ++ e Pil Marques)

info

Pil Marques foi quem idealizou, em 1994, o after-hours Hell’s Club – responsável pela consolidação da cena eletrônica no país. Iniciou sua carreira como DJ profissional em 1996 e desde toca nos principais clubes de São Paulo e do Brasil.

Em São Paulo já teve residências significativas no D-edge, Lov.e, Mood, U-Turn Manga Rosa, Base e agora no terceiro ano no clube Vegas nas madrugadas de sábado para domingo. Este também é o terceiro ano consecutivo em que se apresenta no verão de Trancoso na Bahia com residências definidas no Pararaio e Tostex Praia.
Pil também se apresentou pela America Latina Argentina em lugares como o Club Big One em Buenos Aires e na região Sul do país de forma geral. Participou de importantes raves e festivais como Technologica, Fusion, XXX-perience, Earth Dance, Free Jazz Festival e diversas edições do Skol Beats, tocando ao lado de grandes nomes internacionais como: Carl Craig, Ian O Brien, Mattew Jonhson, Troy Pearce, Steve Bug, Ellen Allien , Ariel Brika, Daniel Bell, Green Velvet, Juan Atkins, Laurent Garnier, Dave Clarke, Heiko Laux, Alexander Kowalski, Deep Dish e outros. Se apresentou nas Paradas da Paz e da AME e na Parada GLS 2007 na qual tocou no encerramento para milhares de pessoas.
Produziu trilhas para desfiles e eventos de moda. SP Fashion Week, Casa de Criadores e Beauty Concept/Fenit. e para as marcas Zoomp, Forum, G, Diesel, Reinaldo Lourenço, Sommer, V.Rom, Fause Haten e Gêmeas.
Pil Marques é um artista versátil, com grande precisão técnica e repertório variado. Seu estilo predominante é house e o tech house passando pelo electro house, minimal e break beats. Graças a sua atuação, foi eleito DJ revelação de 1999 e indicado como melhor DJ de Tech House em 2002 na premiação da coluna Noite Ilustrada da jornalista Erika Palomino (jornal A Folha de S. Paulo).
Lançou produções próprias, que podem ser ouvidas em algumas compilações. Agora seu mais novo projeto é o Hells Club Tour, que pretende ampliar o conceito da festa pelo Brasil e pelo mundo.

comentários