detalhes Pejota & Leiloca

vídeos

info

Pejota Fernandes, 30 anos, paulistano entrou aos 6 anos em um curso de formação para música clássica e teoria musical, o que fez estreitar ainda mais o seu gosto pela música.

Anos mais tarde em 97, tem contato direto com a música eletronica underground e, imediatamente inicia um trabalho de pesquisa musical por se identificar muito com aquele tipo de som e cultura.

No último ano do seu curso de Comunicação Social, em 2003, Pejota começa a frequentar a noite paulistana com mais instensidade e, consequentemente conhece DJs, promoters e “habitués” dos clubs já com a intensão de se dedicar a mostrar um pouco de tudo o que havia absorvido e pesquisado durante quase 5 anos, o que resultou, ainda em 2003, em sua primeira apresentação como DJ no projeto B.E.C da grife de roupas Slam.

Pejota é atualmente residente da festa “Discoteca Talismã”, (residência com Leiloca Pantoja e Maltchique) e convidado regular da noite Freak Chic, no club D-Edge além de tocar com frequencia em importantes clubs da cidade, sempre focando seu som no ecletismo, inovação e qualidade dentro da Housemusic.

Desde 97 Pejota também se dedica a produção de música usando softwares e PCs. Em 2006 Pejota lança 2 músicas em diferentes coletâneas nacionais (cd Paradise D-Edge mixado por George ACTV pela URBR e cd da grife Slam) e dá início ao projeto Pink Monkey Flower (http://www.pinkmonkeyflower.com), em parceria com o DJ Marcos Morcerf. A parceria deu tão certo que ainda em 2006 o PMF lança uma de suas músicas no CD da grife Colcci – Colccitronic.

Logo depois, em 2007 sai o primeiro EP da dupla intitulado “Rodando a Carmen” com remix da dupla L.S.B (Pete Herbert / UK e Baby G. / Espanha) em vinil e. posteriormente em digital, além de duas faixas originais. O EP lançado pelo selo MEMORABILIA, foi vendido em várias lojas ao redor do mundo e chegou a ficar em 15º lugar na seção “Best-Sellers NU Disco Vinyl” da loja inglesa Juno, além de vários comentários de lojas de disco importantes como Phonica e Piccadilly.

Pejota já tocou ao lado de importantes nomes nacionais e internacionais como Mark E (Jiscomusic / UK), Prins Thomas (Full Pupp / Noruega), Hugo Capablanca (Capablanca Dsicos / UK) Tim Taylor (Missile Records / UK), Mike Redina (NRGFLOW / UK), Pete Herbert (ESKIMO / UK), Baby G. (ESKIMO / ES), Martin Eyerer (Great Stuff / DE), Marcos Morcerf, Robinho (MG), Luiz Pareto, Marcio Vermelho, Victor A. (SC), Renato Ratier, André X (CG), Gustavo Tatá (RJ) entre outros e nos clubs e festas, Vegas (SP – festas Avesso e Discology), 8 Bar, D-Edge (Freak Chic), Hot Hot (Danceteria), UP Bar (BH/MG), Blackmail (BH/MG), Delux.e (Campinas/SP), Lov.e, Astronete (SP), Tirana (SP), evento Speedy Experience – Campos do Jordão, Qbazar – ITM Expo (SP), Loja Diesel (SP), Pizza Hut Hits (SP), Colors Open Air (SP), Sunday Away – Tostex (SP), Lojas Slam (Ouro Fino / Shopping Villa Lobos, Santa Justina), Mercado Mundo Mix – Memorial (SP) entre outros.

 

Leiloca Pantoja evoca a mais pura irreverência da Disco Music e da House através dos tempos. Montada nas festas em que discoteca, a DJ pode ser descrita como uma simbiose entre divas purpurinadas e imponentes do cinema, da moda e da música. Alguns nomes que inspiram esse furacão por trás dos decks vão de Rita Lee, Debbie Harry e Carmen Miranda, passando por Diana Ross, Gal Costa e Donna Summer, até Elizabeth Taylor e As Frenéticas. A lista de influências não pára por aí, mas por estas citações já é possível ter noção de qual o espírito que move a sua atuação.

Leiloca bebe diretamente na fonte das discothèques dos anos 1970 e 1980 e clubes dos 1990. Em seus DJ sets, o furacão à moda Studio 54 e Paradise Garage (Nova York), Le Palace (Paris) e Hacienda (Manchester) encontra ressonância em clássicos de selos norte-americanos como West End, Casablanca, Salsoul, Prelude, Strictly Rhythm e Trax Records. Mas o groove, o boogie e o rebolado também contemplam novas produções e subgêneros como Italo, Electro, Space, Nu-Disco (Edits e Re-Edits), além das cadências da Disco-Funk e da Acid House.

Leiloca costuma fazer aparições em redutos da ferveção de São Paulo como D-Edge, Bar Squat, Clube Glória, Lions, Hot Hot e Casa 92, além de se apresentar em clubes pelo Brasil. A DJ também é residente das festas Luxo Pop Show! (mensalmente), com Johnny Luxo e Dragão de Komodo a.k.a. Edu Corelli, no Glória (SP), Bar Squat! (SP), com Pejota Fernandes, e Hérnia the Disco! (mensalmente), ao lado de Marcio Cassares, no Bar Volt! Disco Forever!

comentários